Transtornos Alimentares

Você sabe o que é Compulsão Alimentar?

De forma simplificada, trata-se de um transtorno alimentar caracterizado por uma grande ingestão de alimentos em um curto espaço de tempo, ou em episódios repetidos, normalmente com um intervalo máximo de 2 horas. Associada à compulsão alimentar também está a sensação de perda de controle sobre o que se come, ou o quanto se come.

Estima-se que o problema atinja até 4% da população geral e 6% da população obesa, segundo dados da Associação Americana de Psiquiatria. Geralmente, a compulsão alimentar está associada a outros sintomas ou diagnósticos psiquiátricos, como os transtornos de ansiedade e a depressão.

Abaixo, foram separadas algumas características que constituem o episódio de compulsão alimentar:

 Comer de forma descontrolada, e não por fome ou prazer;
Sensação de não conseguir parar de comer;
Comer até se sentir cheio (geralmente ao ponto de gerar mal-estar físico);
 Ingerir grandes quantidades de alimento mesmo quando não há mais fome;
 Comer sozinho, por vergonha de que outros vejam;
Comer depressa, sem mastigar bem os alimentos;
 “Assaltar” a geladeira, à noite;
 Comer em excesso nas situações de estresse, ou por descontrole emocional;
 É comum mostrar descontentamento com sua aparência física e peso;
 Sentir-se enjoado, depressivo e culpado após cada episódio.

A boa notícia é que há tratamento para o transtorno, que pode ser realizado através da psicoterapia, associada ao acompanhamento de outros profissionais da saúde como nutricionistas, médicos e personal trainers.

___________________________

Transtorno do Comer Compulsivo

Trata-se de um transtorno psicológico caracterizado por uma grande ingestão de alimentos em um curto espaço de tempo, ou em episódios repetidos, normalmente com um intervalo máximo de 2 horas. Associada à compulsão alimentar também está a sensação de perda de controle sobre o que se come, ou o quanto se come.

Estima-se que o problema atinja até 4% da população geral e 6% da população obesa, segundo dados da Associação Americana de Psiquiatria. Geralmente, a compulsão alimentar está associada a outros sintomas ou diagnósticos psiquiátricos, como os transtornos de ansiedade e a depressão.

Principais características do episódio de compulsão alimentar:
  • Comer de forma descontrolada, e não por fome ou prazer;
  • Sensação de não conseguir parar de comer;
  • Comer até se sentir cheio (geralmente ao ponto de gerar mal-estar físico);
  • Ingerir grandes quantidades de alimento mesmo quando não há mais fome;
  •  Comer sozinho, por vergonha de que outros vejam;
  • Comer depressa, sem mastigar bem os alimentos;
  • “Assaltar” a geladeira, à noite;
  • Comer em excesso nas situações de estresse, ou por descontrole emocional;
  •  É comum mostrar descontentamento com sua aparência física e peso;
  • Sentir-se enjoado, depressivo e culpado após cada episódio.

A boa notícia é que há tratamento para o transtorno, que pode ser realizado através da psicoterapia, associada ao acompanhamento de outros profissionais da saúde como nutricionistas e médicos.

___________________________

 Lembrando que as informações desta publicação não são suficientes, nem substituem o diagnóstico realizado por um profissional qualificado. Se você acredita que possa ter ou conhece alguém que esteja sofrendo com a compulsão alimentar, procure ou indique a avaliação de um profissional de saúde mental ou nutricionista. Em caso de dúvida, envie uma mensagem ou entre em contato pelo (51) 98459-5229. Estou à disposição para auxiliá-lo(a)