Precisamos falar sobre o luto

Precisamos falar sobre o luto

Perder uma pessoa querida é uma experiência difícil e dolorosa. Quando isso acontece, passamos por um período que podemos chamar de processos de luto. De forma geral, o processo de luto pode ser dividido em 5 fases, são elas: negação, raiva, negociação, depressão e aceitação.

As fases podem não ser iguais para todo mundo e não necessariamente ocorrem na ordem apresentada. Conheça melhor cada uma delas:

1- Negação: A negação é uma defesa psíquica para racionalizar emoções muito fortes. Neste momento, a perda nos parece algo impossível; não queremos acreditar no que aconteceu. A dor causada por ela é tão grande que não parece ser real. Podemos nos defender do sofrimento não querendo falar sobre o acontecido, negando que algo tenha ocorrido. Essa etapa serve como um mecanismo de defesa que nos protege do choque imediato da perda. Durante o estágio de negação, é possível que haja uma sensação de apatia e necessidade de isolamento;

2 – Raiva: A raiva surge depois da negação. É quando aparece o pensamento: “Por que comigo?”. Nessa fase, a pessoa pode dirigir o sentimento de raiva às pessoas a sua volta, ao mundo, a um ser superior ou a si mesma. O indivíduo pode se sentir inconformado, evitando falar sobre o assunto e encarando a situação como uma injustiça.

3 – Negociação: É quando a pessoa começa a encarar a hipótese da perda e, diante disso, tenta negociar para que esta não seja verdade, buscando algum tipo de negociação para reverter a situação, normalmente em alguma religião. A negociação oferece fugas temporárias da dor, proporciona esperança e dá tempo ao indivíduo para se ajustar à realidade da situação.

4 – Depressão: Este tipo de depressão não é como a depressão de um diagnóstico clínico, mas uma resposta momentânea a uma grande perda. É quando a pessoa toma consciência de que a perda é inevitável, não havendo como escapar dela. Se dá conta de que nunca mais verá esta pessoa novamente e revive lembranças de momentos agradáveis que viveram juntos. Nesse estágio, o indivíduo pode experimentar intensa tristeza, diminuição do sono, menor apetite, perda de motivação e, em casos graves, episódios autodestrutivos.

5 – Aceitação: Refere-se a aceitar a realidade da perda com um sentimento de paz e tranquilidade. Começa a reagir, se dando conta das suas limitações, conversando sobre o assunto com pessoas queridas, abrindo-se para aceitar a nova configuração familiar e planejando realizações futuras.

Normalmente, as fases de luto são temporárias, mas o processo pode se tornar patológico quando aparecem sinais de depressão profunda e prolongada, perda de interesse em realizar atividades do dia a dia, sentimento de culpa, perda de peso e alterações no sono. Nesses casos, procure ajuda de um psicólogo!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s